Atualidade

25  de Julho 2020

De uma Simples Ideia Nasceu uma Grande Iniciativa da Junta de Freguesia de Alcântara!

Anterior
Next

Desde 2014 que a junta se tem particularizado pela forma inovadora como tem assinalado e abordado a passagem de cada ano sobre a Revolução de Abril. A pandemia do Covid-19 não foi motivo para que isso deixasse de acontecer e este ano, mais uma vez a junta inovou. Tudo começou no dia 21 de abril, às 14 horas, em frente à sede da junta, quebrando a rotina das pessoas confinadas a casa devido à ameaça do Covid-19, armados de megafones, músicos e elementos da junta de freguesia, onde não faltou o presidente Davide Amado foram andando pelas ruas para acompanhar jovens músicos que entoavam canções de Abril
Os alunos da Orquestra Metropolitana iniciaram nesse dia, uma série de concertos que foram oferecendo durante sensivelmente duas horas e meia, ao longo das ruas da nossa freguesia, para quem quisesse ouvir e aplaudir à janela, entre os dias 21 e 24 de Abril.
Com a presença de equipas da TVI e da RTP e outros profissionais locais da imprensa e acompanhados pela PSP os moradores do bairro foram entretidos com melodias como “Portugal ressuscitado”. “E depois do adeus” e “Os putos”.
Durante estes quatro dias de festa, os locais onde se efectuavam os miniconcertos foram os mais diversos, sendo a ideia patente à iniciativa a de dar a maior abrangência possível à iniciativa no espaço geográfico da Freguesia.
O percurso foi sempre confidencial e no segundo dia, já que a ideia era apostar no factor surpresa da iniciativa e evitar a todo o custo os ajuntamentos, afinal o país ainda estava em estado de emergência. Em quaisquer dos locais, os moradores eram convidados a assomarem à janela, pelo dispositivo de som existente.
Continuando com a iniciativa de surpreender os moradores com concertos musicais dos alunos da Orquestra Metropolitana de Lisboa, para marcar o dia da Revolução dos Cravos, foi possível ouvir mais concertos, estes diferentes, petas ruas de toda a freguesia nas vozes de Hugo Franco, José Manuel Esse, Miguel Dias e Pedro Branco, que entoaram cantares de Abril culminando com a icónica canção de Zeca Afonso, Grândola Vila Morena.
Dois Camiões e carros decorados com simbologia da Revolução de Abril percorreram no dia da revolução toda a Freguesia mais uma vez com canções de Abril mas não só, já que para além da música houve ainda distribuição de cravos vermelhos a quem passava e a quem os pedia.
Foram cinco dias, em perfeita comunhão com os alcantarenses para lhes levar alguma alegria e colorir os dias de quem estava em casal.
E foi desta maneira que nem o Covid-19 impediu a Junta de Freguesia Alcântara de assinalar festivamente a comemoração do 25 de Abril, uma data tão significativa para os portugueses, e também para os alcantarenses.

Fonte: Al-Qantara, nº6 (julho, 2020)