Atualidade

14 | Jul | 2021

O Trabalho da Junta de Freguesia em Tempos de Pandemia

Em março deste ano, o mundo mudou. O país confinou, as escolas fecharam, bem como os serviços, o comércio e as empresas. Perante todo este novo contexto, a Junta de Freguesia reorganizou-se para assegurar aos nossos fregueses a continuidade de acesso ao maior número de serviços possível.
Além disso, em resposta a novas necessidades provocadas pela pandemia de Covid-19, foram reforçados mecanismos já existentes e criou-se novas medidas que continuam hoje em funcionamento:
– Serviço de compras de bens de primeira necessidade e de farmácia para as pessoas que estão impedidas de sair de casa por fazerem parte dos grupos de risco ou por estarem em quarentena
– Entrega de cabazes alimentares (medida que foi reforçada para abranger mais famílias) apolo ao pagamento de rendas e despesas fixas
– Linha telefónica de proximidade, serviço criado especificamente em resposta à pandemia – que contacta regularmente a nossa comunidade sénior, para saber o que precisam ou apenas para trocar algumas palavras
– Apoio psicológico
– Apoio jurídico
As respostas de emergência no âmbito da Covid-19 têm financiamento da Câmara Municipal de Lisboa e são executadas pela Junta de Freguesia.
Em maio o país começou a desconfinar lenta gradualmente e a Junta foi adaptando as respostas às novas situações, sendo que estas medidas acima enumeradas continuam todas a funcionar.
Ao mesmo tempo, continua-se a desenvolver o expediente normal da Junta de Freguesia nas áreas da Ação Social, Cultura, Escolas, Espaço Público, Desporto e Coletividades, adaptadas à realidade que vivemos. Estamos cá por si!

Fonte: Al-Qantara, nº7 (dezembro, 2020)